Turismo

O Porto é um destino de excelência e autenticidade, que atrai um número de turistas que cresce a dois dígitos por ano, sendo reconhecido como uma oferta diferenciadora de turismo de negócios.

Eleito o melhor destino europeu em 2017 e o melhor destino emergente da Europa já em 2015, o Porto é uma cidade única, com autenticidade histórico-cultural de âmbito nacional e internacional, devido não só ao seu centro histórico classificado Património da Humanidade, mas também aos diversos espaços de arquitetura contemporânea, como seja a Casa da Música ou o Museu de Serralves.

O Porto é, também, um destino enoturístico com relevância internacional, tendo como mote a cultura da vinha, os Barcos Rebelos e as caves do famoso Vinho do Porto.


Oferta de Alojamento e Animação Qualificada
O Porto foi eleito o "Melhor Destino Europeu 2017" entre 20 cidades selecionadas por um júri da Associação dos Consumidores europeus.
Ler Mais
  • A cidade do Porto lidera ainda o ranking de Melhor Destino Emergente da Europa e está em terceiro lugar a nível mundial segundo os prémios Travellers' Choice Destinos Emergentes 2015, TripAdvisor.
  • O Norte do País recebeu um investimento global privado no setor do turismo estimado em cerca de 1.500 milhões de euros no período entre 2007 e 2015.

  • A procura da Região Norte tem tido uma evolução francamente positiva, com uma taxa de variação média anual entre 2007 e 2013 de 2,4% (1,6% em Portugal), com o mercado internacional a evidenciar um crescimento expressivo de 5,8%. Os principais mercados dos turistas que o Porto acolhe são a Espanha, a França, o Brasil, a Alemanha e o Reino Unido. 

  • Em 2015, foram 7 milhões as dormidas na Região Norte, representando o Grande Porto 65% do total desta procura. 

  • O total de proveitos em 2015 na Região Norte foi de mais de 218 milhões de Euros e o RevPAR (revenue per available room) de 29,7 Euros.
Fontes: European Best Destination; TripAdvisor; Instituto Nacional de Estatística.
Ler Menos


Infraestruturas de Suporte ao Turismo Altamente Qualificadas
A cidade do Porto dispõe de duas infraestruturas de alta qualidade e relevância para a cidade e para a região: o Aeroporto Internacional do Porto e o Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.
Ler Mais

O Aeroporto Internacional do Porto, eleito o "Melhor Aeroporto Europeu” em 2007 e 2016 (na categoria de 5-15 milhões passageiros por ano), afirma-se, cada vez mais, como um importante contributo para a atratividade da cidade e da região, dispondo de voos regulares para 80 destinos e tendo recebido, em 2016, cerca de 9,4 milhões de passageiros.

O Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões é também um ativo importante, sendo um dos investimentos mais significativos realizados na região no decorrer dos últimos anos. O novo Terminal de Cruzeiros Turísticos de Leixões passará a acolher, a partir de 2017, 100 mil passageiros.

Fontes: Airports Council International; ANA Aeroportos de Portugal; APDL.
Ler Menos


Forte Aposta na Qualificação e na Formação dos Recursos Humanos
A oferta escolar afeta ao Turismo de Portugal na área da Hotelaria, Restauração e Turismo na Região Norte está distribuída uniformemente, com Escolas localizadas no Porto e em cidades próximas.
Ler Mais

Existem, ainda, outras entidades na Região que promovem formação técnico-profissional na área do Turismo, como sejam Escolas Profissionais, bem como instituições que desenvolvem formação superior no domínio do Turismo e Hotelaria.
Ler Menos


Instrumentos de Financiamento Disponíveis
O Portugal2020 privilegia projetos que primem pela qualidade arquitetónica, enquadramento paisagístico e integração ambiental nos seus processos de operação.

Ler Mais
Em suma, projetos que constituam uma mais-valia para a qualificação da oferta turística da cidade. 

São muito os apoios disponíveis às iniciativas de requalificação e/ou valorização dos recursos turísticos (sejam eles naturais ou histórico-culturais), bem como às intervenções de enquadramento das infraestruturas turísticas e nos sistemas de suporte ao desenvolvimento turístico (acessibilidades, sinalização, saneamento ou espaços verdes), intervenções importantes para uma melhor alavancagem do investimento privado.

Os apoios a conceder revestem a forma de incentivo reembolsável, com uma taxa base máxima de 35%, a qual pode ser acrescida das majorações até uma taxa global de 75%. 

Em função do grau de superação das metas que o investidor estabeleça, pode ser concedida uma isenção de reembolso de uma parcela do incentivo reembolsável até ao limite máximo de 50%, cumprindo alguns indicadores: Valor Acrescentado Bruto (VAB); Criação de Emprego Qualificado (CEQ); ou Volume de Negócios (VN). 

Os projetos dos setores do Turismo podem incluir como despesas elegíveis, a construção de edifícios, obras de remodelação e outras construções, em casos devidamente justificados no âmbito da atividade do projeto, desde que adquiridos a terceiros não relacionados com o adquirente, e limitadas a um máximo de 60% das despesas elegíveis.

Consulte a InvestPorto para obter uma simulação para o seu projeto.

Ler Menos
Copyright ©2017 Porto. Câmara Municipal