Notícias

30 Novembro -0001

Assumindo a aposta forte no Programa de Formação Multidisciplinar, a Universidade do Porto vai investir, ao longo dos próximos quatro anos e meio, mais de 16 milhões de euros para atração de novos estudantes. A verba, disponibilizada através do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), vai permitir o lançamento de mais de 150 novos cursos e formações para adultos, além de cinco licenciaturas nas áreas das Ciências, Tecnologias, Engenharia, Artes e Matemática (STEAM).

De acordo com a U.Porto, esta iniciativa enquadra-se "no esforço de modernização do ensino superior e (re)qualificação da população portuguesa” e prevê atrair mais de 9.500 novos estudantes através de oportunidades formativas, do reforço dos incentivos e da intervenção nas infraestruturas físicas e tecnológicas.

O projeto, que arrancou no início de 2022, insere-se nos programas "Impulso Jovens STEAM” e "Impulso Adultos”. É, aliás, este último que leva a maior parte do investimento, mais de nove milhões de euros, que se vão traduzir no "lançamento de 157 cursos de curta duração, de nível inicial e pós-graduado, desenhados para colmatar necessidades de atualização e reconversão de competências de adultos ativos”, explica a instituição.

A oferta compõe-se, ainda, de 153 formações não conferentes de grau como cursos de especialização, de estudos avançados e de formação contínua em áreas como o Ambiente e Sustentabilidade, Artes e Humanidades, Ciências e Tecnologia, Educação, Formação de Professores e Orientação Profissional, e Saúde. Juntam-se a estas três mestrados profissionalizantes e um na área da Inteligência Artificial.

Este "Impulso Adultos” conta com "mais de uma centena de entidades parceiras, incluindo centros de investigação e laboratórios colaborativos, escolas secundárias e centros de formação, autarquias, associações, empresas, entre outras”.

Os restantes cerca de sete milhões de euros serão investidos no "reforço da oferta formativa de 1.º ciclo no domínio das STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics). A aposta no "Impulso Jovens STEAM” já deu os primeiros passos com a criação, em 2021/2022, da licenciatura em Inteligência Artificial e Ciência de Dados, e vê agora uma hipótese de crescer com o lançamento de novas licenciaturas em Bioinformática, Desenho, Literatura e Estudos Interartes, Matemática Aplicada, e Saúde Digital e Medicina de Translação.

No campo dos incentivos, e "com o propósito de combater o abandono escolar e de promover uma maior e mais inclusiva participação da população no ensino superior”, a U.Porto vai alargar os apoios destinados a estudantes "oriundos de contextos socioeconómicos desfavorecidos”. As medidas incluem, por exemplo, comparticipação da propina "para pessoas com menor grau de qualificação ou em situação de desemprego”, ou a atribuição de bolsas de mérito.

O valor vindo do PRR vai ainda permitir a requalificação do Edifício Abel Salazar, "ao qual caberá acolher grande parte das novas ações formativas”, avança a U.Porto, assim como a "atualização da infraestrutura da rede informática” e a "adaptação de auditórios, anfiteatros e salas de aulas para a realização de aulas em regime e-learning ou b-learning”.

Porto. Câmara Municipal
Copyright ©2022 Porto. Câmara Municipal
InvestPorto