Notícias

Continental
16 Agosto 2021
Gigante alemã de pneus quer 500 pessoas no centro de desenvolvimento tecnológico no Porto

Quando decidiu instalar o seu centro de engenharia na Circunvalação, em 2019, a Continental previa ter 300 pessoas a trabalhar no local. Dois anos depois, o braço portuense da gigante alemã do mundo dos pneus reviu as necessidades e anunciou a contratação de mais 400 engenheiros até 2025.

A Continental Engineering Services Portugal já emprega uma centena de engenheiros e outros 150 devem entrar até ao fim do ano. O objetivo da empresa é chegar aos 500 até 2025 e há vagas para engenheiros de software, engenheiros de SW sistemas embebidos, engenheiros hardware, engenheiros de sistemas, especialistas de cibersegurança, penetration testers e fullstack developers.

Em comunicado, o diretor dos serviços de engenharia da Continental garante que "dois anos depois, somos uma equipa de 100 colaboradores e posso afirmar que fizemos uma excelente aposta em investir no Porto, onde encontrámos uma equipa jovem, comprometida e altamente motivada para fazer face aos desafios tecnológicos que se avizinham". E esses desafios, que levam agora ao reforço na contratação, estão relacionados com a "elevada procura pelo desenvolvimento de soluções para o setor automóvel, indústria 4.0 e necessidades na área de cibersegurança”.

Jochen Diehm destaca na Continental Engineering Services Portugal "os projetos inovadores no setor automóvel, o ambiente intercultural – projetos conjuntos em diversas localizações –, a flexibilidade e as oportunidades de carreira face ao crescimento previsto”.

Depois de "quase seis anos de troca de informações, estudos, análises e negociações”, o grupo alemão escolheu o Porto para instalar o seu centro de engenharia e serviços, sublinhando que a localização seria profícua para o desenvolvimento de "soluções para a próxima era da mobilidade, como os veículos elétricos ou a condução autónoma”, assim como para a investigação e o desenvolvimento de soluções na área da cibersegurança.

O facto de estar próxima da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto também foi tido em consideração, uma vez que o centro de desenvolvimento tecnológico quer privilegiar a ligação ao mundo académico.

Segundo Pedro Carreira, gestor da Continental Mabor, "abrimos uma porta aos jovens licenciados em Portugal, pois todos os colaboradores da Continental Engineering Services são altamente qualificados".

Citado pelo jornal Público na altura do anúncio, o diretor dos serviços de engenharia da Continental confessava que o grupo estava "orgulhoso por expandir as atividades para o Porto e construir uma equipa de excelência”. "Estou confiante de que esta nova localização será o pilar do nosso sucesso, no futuro”, afirmava Jochen Diehm.

Sendo o negócio principal da Continental em Portugal a produção de pneus, e tendo recentemente investido cerca de cem milhões de euros numa fábrica em Lousado, o foco do centro tecnológico na Invicta está no desenvolvimento de novos produtos, potenciando a diversificação do negócio da multinacional.

Porto. Câmara Municipal
Copyright ©2021 Porto. Câmara Municipal
InvestPorto