Notícias

Mercan
20 Maio 2021
Grupo Mercan investe 56 milhões em hotel no Porto
Dinheiro Vivo | ECO Economia Online

O grupo Mercan e 160 investidores internacionais estão a desenvolver um projeto hoteleiro na Lapa, bairro histórico do Porto, num investimento de 56 milhões de euros. O Renaissance Park Hotel - Porto, cuja construção arrancou no início do ano, integra um plano mais vasto para aquela zona da cidade, que inclui um parque urbano de 14.600 metros quadrados.

Segundo Jordi Vilanova, vice-presidente do grupo Mercan, os investidores adquiriram um lote com 22.787 metros quadrados, dos quais 17.700 foram cedidos à cidade para a edificação do parque urbano da Lapa e de infraestruturas públicas. A cedência foi a título de contrapartidas pelo licenciamento do projeto.

O responsável sublinha que os projetos do grupo Mercan conjugam "o investimento estrangeiro, com a criação de emprego, o estímulo do turismo e o desenvolvimento local e nacional", sendo que no caso do Porto "vai ainda mais longe no impacto positivo".

Como revela, o novo hotel "só é possível porque houve 160 investidores internacionais que via Vistos Gold apostaram nele, tornando-se coproprietários, e aceitando desde logo ceder a grande maioria do terreno adquirido à cidade". Os investidores são na sua maioria provenientes dos Estados Unidos e da Ásia.

A primeira pedra do Renaissance foi lançada ontem (19 de maio) para marcar de forma simbólica o início da construção do hotel, que se iniciou já em janeiro e se prolongará nos próximos 18 meses.

O hotel, que irá ostentar a marca do grupo Marriott International, terá 163 quartos, piscina panorâmica exterior no último andar com bar e esplanada, restaurante para 250 pessoas e um centro de congressos com capacidade até 600 utilizadores. Está prevista a criação de 140 postos de trabalho diretos.

Este projeto do grupo Mercan soma-se ao recentemente anunciado Four Points by Sheraton em Matosinhos, um investimento de 20 milhões de euros, que deverá estar concluído no final deste ano.

"Acreditamos no potencial do turismo em Portugal e estamos convictos de que o país tem todas as condições que justificam a aposta neste setor tão afetado pela pandemia. Razões que nos levam não só a manter, como a reforçar o nosso posicionamento em Portugal, mesmo face à atual conjuntura económica e quase em contraciclo", sublinha Jordi Vilanova.

Porto. Câmara Municipal
Copyright ©2021 Porto. Câmara Municipal
InvestPorto