Notícias

Investimento Imobiliário
19 Maio 2020
Investidores continuarão a ter como objetivo o setor imobiliário no cenário pós Covid-19
Diário Imobiliário

A Savills analisou as principais tendências estabelecidas para determinar a futura atividade global de investimento imobiliário numa série de artigos e entrevistas lançados no âmbito do programa de investigação Impacts. A consultora imobiliária internacional estudou os vários aspetos críticos em termos sociais, ambientais, demográficos e tecnológicos que o sector imobiliário global enfrenta de um modo mais imediato.

As conclusões foram:

• Os conflitos comerciais entre os EUA e a China vão influenciar as atividades transfronteiriças por muitos anos, independentemente da liderança dos EUA, fortalecendo assim as oportunidades de investimento imobiliário em mercados como a Índia, o Vietname e a Europa continental.

• Segundo a Savills, o setor global de ciências da vida recebeu 2,5 mil milhões de dólares em investimentos nos cinco anos até 2019; este sector deve crescer na sequência da Covid-19, com potenciais oportunidades em novos mercados, como a Índia, Espanha, Austrália e Áustria.

• As baixas taxas de juros a longo prazo vão garantir que o sector imobiliário continue a ser procurado como uma classe de ativos, com uma discrepância entre as reservas de capital e a baixa disponibilidade de stock de alta qualidade, mantendo a concorrência alta e rendimentos baixos.

  

Sector imobiliário associado ao sector de ciências da vida será uma das metas de crescimento mais rápido para investimentos

Simon HopeGlobal Capital Markets Director da Savills, comenta: "O impacto da pandemia do Covid-19 nas estratégias dos investidores é muito menor do que o papel que está a desempenhar na aceleração de algumas tendências estruturais subjacentes que se têm vindo a desenvolver há anos. Isto inclui a crescente procura de e-commerce, a fragilidade das redes de distribuição global - afetadas hoje pelo encerramento de fábricas, mas cada vez mais pelas alterações climáticas. Os investidores imobiliários precisam de continuar a adaptar-se a essa incerteza. A seleção cuidadosa de ativos, a diversificação e a precificação correta do risco a longo prazo caracterizarão aqueles que obtiverem sucesso.”

Já Paul Tostevin, Savills World Research Director e co-líder do programa Impacts, acrescenta: "Em tempos de adversidade, o sector imobiliário é percebido como um porto seguro. Com as taxas de juros em níveis mínimos, ainda resta muito capital a ser alocado, principalmente de investidores institucionais que precisam de procurar no exterior para cumprir as suas alocações. As mudanças estruturais identificadas pelo Impacts trazem oportunidades: capitalizar com a disrupção do e-commerce através do redireccionamento do retalho, oportunidades de avanços científicos e economia do conhecimento através de um sector de ciências da vida em rápido crescimento, e até oportunidades no âmbito de alterações geopolíticas através de alterações geográficas decorrentes da guerra comercial dos EUA/China. Estes são os pontos críticos anteriores ao Covid-19, mas a recente pandemia significa que algumas dessas mudanças no sector imobiliário podem agora ter um impulso extra por trás delas.”


Copyright ©2020 Porto. Câmara Municipal