Notícias

Acomodação
01 Julho 2021
Investimento de 30 milhões aumenta oferta de residências universitárias na Asprela

Em julho de 2022, a oferta residencial para estudantes na cidade do Porto vai ganhar mais força. O BigCity Asprela resulta de um investimento de 30 milhões de euros da BigCity e da Reditum Capital e vai trazer 241 camas distribuídas por 10.850 metros quadrados.

O projeto marca a estreia das duas gestoras de investimentos e propriedades no mercado nacional e o objetivo é dar resposta ao crescimento de estudantes internacionais que escolhem a cidade do Porto todos os anos.

"A habitação para estudantes em Portugal apresenta aos investidores uma oportunidade de entrada numa fase inicial, alimentada por fatores de procura forte”, sublinha Mark Stephen, fundador da Reditum Capital, citado pelo site especializado Property Funds World, acrescentando que "há um apetite substancial por investimento institucional para este tipo de ativos de alta qualidade”.

Assim, o ano letivo de 2022/23 vai contar com mais duas centenas de camas num prédio de 12 andares a erguer junto ao campus da Asprela. O projeto inclui a disponibilização de 209 estúdios, 22 camas individuais e dez quartos "premium” com casas de banho próprias, "kitchenette", guarda-roupas, ar condicionado individual e varanda privativa.

Serão ainda disponibilizados serviços de receção e "concierge”, além de espaços comuns como áreas de televisão e jogos, refeição, terraço, ginásio e salas de estudo.

O diretor geral da BigCity, Charlie Alcock, garante que é este tipo de projeto - "bem localizado, interessante, com edifícios sustentáveis e construídos para estudantes e setor de 'co-living' - que a empresa quer continuar a oferecer aos investidores.

O projeto de arquitetura do BigCity Asprela é da autoria do gabinete OODA, parceiro do japonês Kengo Kuma, que idealizou a obra de reabilitação do Matadouro Municipal.

Em março deste ano, o Polo Universitário da Asprela já tinha atraído investimento, dessa vez dos norte-americanos Valeo, que estão a criar mais de 1.200 unidades residenciais para estudantes. 400 já estão disponíveis.

Na zona nascerá, também em 2022, o primeiro grande projeto de coliving para estudantes e jovens trabalhadores na cidade.

Porto. Câmara Municipal
Copyright ©2021 Porto. Câmara Municipal
InvestPorto