Notícias

Repai_investimento
19 Outubro 2021
Solução portuguesa para avaliar vídeos vale investimento de 4,7 milhões
Nascida no Porto, Replai recorre à inteligência artificial ajudar as empresas a tirarem melhor partida dos vídeos publicados na internet. Ronda de investimento vai aumentar gama de produtos na plataforma.

Criada em 2019 no Porto, a Replai é uma plataforma que ajuda as empresas a avaliarem o desempenho dos vídeos publicados na internet. Graças à solução baseada em inteligência artificial, a startup portuguesa recebeu um investimento de 4,7 milhões de dólares (4,07 milhões de euros) em ronda seed (semente), segundo o anúncio feito nesta quarta-feira.

A injeção de capital foi liderada pelos britânicos da Hoxton Ventures e também contou com a portuguesa Sonae IM e os fundos internacionais Lux Capital, Sequoia e Accel, revela a nota de imprensa.

Com escritórios no Porto, Londres e São Francisco - onde trabalha um total de 25 elementos - a startup portuguesa prepara-se para contratar 20 pessoas nos próximos meses para as equipas de desenvolvimento tecnológico, vendas e marketing em Portugal. A injeção de capital também vai servir para alargar a gama de produtos da startup.

A Replai atua no mercado de conteúdo de vídeo digital, que tem potencial para crescer para 327,19 mil milhões de dólares até 2025. Com a solução da Replai, as empresas podem adaptar os vídeos para cada utilizador e gerar mais receitas.

"A plataforma portuguesa consegue identificar automaticamente características e elementos personalizados em escala, medir o desempenho do vídeo em determinados momentos e associá-lo a dados em tempo real, permitindo esclarecer, com precisão, o motivo pelo qual alguns vídeos obtiveram bom desempenho e outros não", assinala a empresa em comunicado de imprensa.

Em menos de dois anos, a Replai já geriu mais de 2,5 mil milhões de dólares aplicados em vídeo através da sua plataforma.

Inicialmente, a Replai criava automaticamente vídeos curtos para os eSports, conforme referiram os fundadores, Francisco Pacheco e João Costa, numa entrevista ao Observador em junho de 2020. O próprio nome da empresa reúne as palavras inglesas "replay" (repetição) e ai (inteligência artificial).

Foi nessa altura que a startup recebeu a primeira ronda de investimento, no valor de 1,1 milhões de euros, que foi liderada pela portuguesa Bright Pixel, também do grupo Sonae.

Mais de um ano depois, o gestor de investimentos da Sonae IM, Bejamin Júnior, assinala que a Replai "está a abrir caminho para a fase que se segue na tecnologia de inteligência de vídeo baseada em inteligência artificial".

Porto. Câmara Municipal
Copyright ©2023 Porto. Câmara Municipal
InvestPorto